Uma jornada em prol da inovação - Unbox
Uma jornada em prol da inovação

Publicado em: 09/04/2021

Uma jornada em prol da inovação

Estamos vivendo um momento em que o ambiente digital facilita o empreendedorismo e a criatividade, duas características essenciais para a transformação de negócios

Por Rodrigo Guerra*

Eu e você estamos vivenciando a jornada da inovação, um trajeto inédito no qual  gradativamente  migramos parte importante de nossas vidas para o ambiente digital. Assim, a forma como trabalhamos, estudamos, compramos, vendemos, consumimos, trocamos experiências e até nos divertimos e nos comunicamos está em rápido processo de transformação. E não adianta teimar em permanecer como era antes. A mudança é irreversível. 

Mas mudar não significa abandonar de vez a nossa versão analógica. Embora esse tal de digital tenha provocado uma disrupção em nosso caminho, a verdade é que sempre teremos um pé no mundo  físico e tátil. Não podemos nos esquecer disso.

É verdade que hoje em dia estar fisicamente em um lugar custa muito. E não é apenas o custo financeiro a que me refiro, mas, também, o ambiental e, principalmente, o gasto de tempo, nosso bem mais valioso. Em contrapartida, as possibilidades do mundo digital nos permitem viver experiências inimagináveis há poucos anos. Hoje eu consigo fazer um curso sobre um tema de interesse em uma renomada escola, ouvir a nova música de uma banda de rock obscura e discutir com uma turma na Europa como passar de fase em um game. Tudo sem sair da minha sala. 

É preciso valorizar essa nova forma de estar presente. 

Como de costume, a jornada da inovação atrai primeiro alguns segmentos de mercado. Um exemplo é a medicina, que desde 2020, quando começou oficialmente a pandemia, precisa quebrar as barreiras geográficas para levar assistência a quem mais precisa e até mesmo a quem nunca a teve antes. Na medicina digital, as informações chegam de forma segura e personalizada para o adequado autocuidado.

O exemplo é importante para que gestores e empreendedores de outros setores se inspirem e organizem a transformação de negócios para a presença digital, qualquer que seja ela a princípio. Depois, claro, será necessário ir acertando as estratégias, mas é urgente chegar logo nesse novo ambiente em prol do desenvolvimento econômico e da inclusão social. 

Manter a mente aberta torna mais simples abandonar as velhas práticas.

Ainda bem que o brasileiro é reconhecidamente um povo que “se vira”, é criativo e capaz de superar crises financeiras. Justamente por isso eu acredito que, com a quebra das barreiras geográficas e a facilidade da comunicação no mundo digital, poderemos, enfim, promover um espaço para transpor as mazelas históricas de nossa sociedade e até, quem sabe, vencer a desigualdade, o maior de todos os males. 

O momento é propício. Temos, de um lado, o ambiente digital receptivo a pessoas de todas as idades e estratos sociais, desde que estejam abertas para experimentar o novo e reinventar as relações; e do outro, um campo aberto para o empreendedorismo e a criatividade, duas qualidades que nos tornam  agentes ativos na jornada da inovação

Cabe agora a nós manter uma postura crítica para definir o caminho a ser trilhado, pois não podemos ser programados pelo mundo digital. 

É preciso discutir mais e trocar ideias. Vamos conversar?

*Rodrigo Guerra é especialista em finanças e inovação. Atualmente vivencia um profundo mergulho na jornada do autoconhecimento – que deve trazer novidades em breve

Leia também:

5 livros para treinar a criatividade em 2021

Compartilhe

  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin

Assine a Unbox News